Um bilhão de dólares no bolso. E agora?

  • açúcar-mercado-centrosucar-arnaldocorrea

Por Arnaldo Luiz Corrêa – gestor de riscos em commodities agrícolas, especializado no setor sucroalcooleiro, e diretor da Archer Consulting.

E o mercado de açúcar em NY fechou a semana novamente em alta. O vencimento julho/2016 encerrou a sexta-feira com valorização de 45 pontos em relação à semana anterior, ou aproximadamente 10 dólares por tonelada, alcançando 17.52 centavos de dólar por libra-peso, o maior preço negociado desde 9 de julho de 2014. Em reais, no entanto, considerando o preço de ajuste e o câmbio do Banco central, a sexta-feira fechou a R$ 1,450 por tonelada, o maior valor nominal da história, mas ainda 25% inferior ao maior valor negociado ajustado pela inflação.

A pressão de compra ocorre nos meses com vencimento mais curto o que demonstra que existe muita gente “arrependida” ou por não ter comprado o mercado, ou por não coberto as posições vendidas ou mesmo por ter fixado antes. Bobagem, as usinas que fixaram não devem ter esse sentimento, pois ninguém poderia adivinhar onde os preços estariam hoje e, por uma questão de planejamento, se o preço de fixação remunerava condizentemente a exportação, não há porque se lamentar. Afinal, ninguém quebra com lucro no bolso.

A verdade é que, usando as palavras de um executivo do setor, “os ursos levaram uma dolorida chifrada dos touros”. As tradings compram os spreads ajustando os livros para um contínuo fortalecimento do mercado que se delineia nos vencimentos mais curtos exatamente quando os fundos, em tese, se preparam para rolar sua imensa posição comprada de 284 mil lotes. O spread Julho/Outubro se valorizou 10 pontos na semana enquanto o Outubro/Março subiu 17 pontos.

É verdade que nem o mais otimista analista poderia conceber que teríamos o mercado de açúcar em NY subindo com esse vigor neste momento. Contávamos com 18 centavos de dólar por libra-peso no mês de março/2017 lá por volta do último trimestre deste ano. No entanto, com uma pequena ajuda dos fundos não-indexados, o mercado ganhou ímpeto e continua galgando novos patamares de preço.

Marcos Masagão, CEO da Future Analysis Consultoria (www.futureanalysis.com.br), com a parceria que tem com a Archer Consulting, gentilmente nos informa que, de acordo com o modelo exclusivo desenvolvido por eles, os fundos estão comprados em NY na média de 14.29 centavos de dólar por libra-peso. Ou seja, dado os valores atuais de mercado, eles estão ganhando mais de US$ 1 bilhão.

Alguns traders confessam à boca pequena que estão com o pé trocado (vendidos num mercado ascendente) e esperavam cobrir suas posições direcionais nos futuros numa eventual correção do mercado, o que acabou não acontecendo. Podem ocorrer problemas logísticos no embarque de açúcar pelos portos de Santos e Paranaguá, decorrentes da sobreposição em alguns terminais com os embarques da soja. Hoje existe uma fila equivalente a quase dois milhões de toneladas de açúcar a serem embarcadas, volume que é o dobro do ano passado neste mesmo período. Com isso, embora ainda de maneira tímida, o basis apreciou. Os exportadores de soja aproveitam a alta nos preços do grão e o volume de embarque deve crescer competindo com o açúcar o espaço precioso nos terminais.

Nas últimas sessões, o volume de puts (opções de venda) negociado superou o volume das calls (opções de compra) e a volatilidade subiu. Venda de puts para diminuir custo de aquisição? Fences protegendo eventual alta do mercado (venda de puts e compra de calls ambas fora do dinheiro). Essa pode ser uma solução para quem quer aproveitar uma alta expressiva do mercado. Mas, lembre-se que existem riscos a serem monitorados e mitigados.

Um dos raros baixistas visto durante a semana do açúcar em NY é aquele mesmo que todos conhecem e que nasceu baixista por natureza e por possuir uma refinaria. Está certo. Mesmo com um ‘par de dois’ na mão às vezes é preciso blefar para continuar no jogo. O “flop” não parece promissor. Já ouvimos dizer que a demanda ia desaparecer a 16 centavos de dólar por libra-peso. Depois que iria sumir nos 17 centavos. Quem sabe ela aparece nos 18 centavos, não é mesmo? O mercado deve corrigir antes de continuar sua trajetória de alta. Acreditamos que veremos 20-21 centavos de dólar por libra-peso no vencimento março/2017 no último trimestre deste ano.

Outro sinal positivo para o mercado indiretamente é a melhora substancial do preço do petróleo acima dos 50 dólares por barril. O preço médio da gasolina (para o consumidor) no mundo está em US$ 0.99 por litro.

Dentre as vinte maiores dívidas de empresas que entraram em recuperação judicial, sete são do setor sucroalcooleiro e somam R$ 9.3 bilhões, ou seja, um décimo do que deve o setor.

Oito dos dez melhores administradores de fundo de hedge com os melhores desempenhos de 2015, dependem do que seus modelos matemáticos mandam comprar ou vender. Apenas dois desses fundos usam efetivamente cérebro humano.

Para acessar esse e outros artigos do consultor e festor de riscos em commodities agrícolas, acesse o site da Archer Consulting.